Rio de Janeiro

Dizer que o Rio de Janeiro continua lindo é redundância...

 

Num 1º de janeiro de 1502, navegadores portugueses avistaram a Baía de Guanabara e crendo que se tratava da foz de um grande rio, deram-lhe o nome de Rio de Janeiro. Coincidência ou não, o nome lhe cai bem e o Rio de Janeiro (Fevereiro e Março) renomado ao redor do mundo por suas belezas naturais - geográficas e femininas - entra em ebulição nos meses do Verão.
Com o Rio a 40 graus, as atenções mundiais se voltam para as explosões de cor e alegria que tomam conta da beira da praia de Copacabana na virada dos anos, e nas semanas anteriores á maior festa popular do planeta rolam as melhores festas. São empolgados os ensaios de bandas e blocos, concorridas as escolhas dos soberanos do Carnaval, animados os shows de samba e decisivos os ensaios finais nas quadras das escolas de samba...
Certamente uma cidade para 365 dias de todos os anos, a capital do Estado do Rio de Janeiro já foi a do país, perde apenas para São Paulo como a maior do Brasil, mantém-se a Meca do turismo na América do Sul e permanece sempre esbanjando atrativos.

 

Se a idéia for adquirir um pouco de cultura histórica, o Rio de Janeiro é o lugar certo, em qualquer época do ano... Muito em voga atualmente está o bairro de Santa Tereza, recheado de atrações históricas como o Castelo Valentim, Parque das Ruínas, Museu Chácara do Céu, Hotel Santa Teresa e o icônico Bonde.
Aproveite para dar uma volta na última linha de bonde em funcionamento na cidade e vá até o centro passando pelos Arcos da Lapa, um histórico aqueduto da época colonial e outro cartão postal do Rio de Janeiro.
Do século XVI o Mosteiro de São Bento faz parte das construções que também contam um pouco da história da Cidade Maravilhosa, como o Theatro Municipal de 1909, a Biblioteca Nacional, o Palácio do Catete e a Igreja de Nossa Senhora da Glória do Outeiro, entre muitas outras. Quem quer se aprofundar neste lado histórico da cidade deve visitar ainda a Rua do Ouvidor, Rua Carioca, Largo da Carioca e o Convento de Santo Antônio
A dica descolada para sair do lugar comum é visitar a filial da famosa confeitaria Colombo no Forte de Cobacabana... Datada de 1894, a Colombo manteve uma filial famosa na Avenida Nossa Senhora de Copacabana por muitos anos, recentemente reabriu dentro do forte de Copacabana, passando a servir também uma das melhores vistas do Rio de Janeiro.
Eventos artísticos decerto não hão de faltar em meio a tanta efervescência cultural. Visite o Centro Cultural do Banco do Brasil, uma bela construção histórica de 1880 que se transformou num dos melhores centros culturais do Rio de Janerio, com dois teatros, quatro salas para mostras, biblioteca, auditório, salas de vídeo e cinema.

 

As Praias de Copacabana e Ipanema são as mais afamadas, porém as mais bem cotadas atualmente são a da Barra da Tijuca e Guaratiba e, dentro do espírito de aproveitar a natureza os parques como o Jardim Botânico, o jardim Zoológico e o Parque Nacional da Tijuca também valem uma visita.
Para desbravadores, as praias mais distantes como Prainha, Reserva e Grumari são uma seria recomendação.
A Lagoa Rodrigo de Freitas, a Barra de Guaratiba e Baía de Guanabara ainda somam-se às incontáveis atrações do Rio de Janeiro, e uma visita tradicional não estará completa sem uma visita ao Cristo Redentor no alto do Corcovado e uma subida no bonde do Pão de Açúcar. A boa dica é ir ao primeiro na parte da manhã, para aproveitar a excelente vista da Baía de Guanabara e alcançar o topo do segundo no final da tarde, para ver as luzes se acenderem e apreciar a visão noturna da cidade.

 

Chegar é uma necessidade e o Rio de Janeiro é bem servido por três aeroportos: o Aeroporto Santos-Dumont, no centro da cidade, o Aeroporto Internacional Galeão - Antonio Carlos Jobim, de grande porte e com dois terminais de passageiros, localizado na Ilha do Governador, e, na Zona Oeste o Aeroporto de Jacarepaguá, o menor deles.
Por via terrestre, as principais ligações interestaduais são as estradas BR-116, que liga o estado do Rio de Janeiro a região sul do país, a BR-101 que conecta as regiões norte e nordeste do país e a BR-040, que vai à região centro-oeste do país.
Obviamente o Rio de Janeiro não se conta em palavras e toda uma existência é precisa para conhecer todas suas faces.

O futebol, o samba, a praia, a história, a cultura, a noite, os esportes, a gente e o espírito da cidade se revelam em muitos Rios, todos eles esperando para serem descobertos e sempre lindos...
Galeria de fotos (Clique para ampliar)